sábado, 14 de abril de 2012

Augusto Telles, o homem que divulgou e pesquisou sobre o arquiteto que construiu o Forte de Natal.


Nota de falecimento – arquiteto e professor Augusto Carlos da Silva Telles, um dos maiores arquitetos do Brasil

Faleceu, no último dia 2 de abril, o arquiteto e professor Augusto Carlos da Silva Telles, um dos grandes nomes na defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro. Nascido no Rio, em 27 de outubro de 1923, ele teve grande carreira acadêmica e profissional, reconhecida internacionalmente, e que permanece como legado.
Professor adjunto da FAU/UFRJ entre 1952 e 1982, Silva Telles ocupou importantes cargos no Instituto do Patrimônio Historio e Artístico Nacional (IPHAN), do qual foi diretor de Conservação e Restauração (entre 1957 e 1988), Secretário e participante do Conselho Consultivo, além de presidente da Fundação Nacional Pró-Memória, entre 1988 e 89.
Publicou o “Atlas dos Monumentos Históricos e Artísticos do Brasil” (FENAME, 1975), “Guia dos Bens Tombados da cidade do Rio de Janeiro” (Expressão e Cultura, 2001), e “Vassouras – Estudo da Construção Residencial Urbana” (a partir de sua Tese, publicada em 1961), entre outras obras e artigos importantes.
Também foi componente e presidente do Conselho Estadual de Tombamento do Rio de Janeiro e participante de espaços como o Conselho Consultivo do Instituto Moreira Salles, o International Council of Monuments and Sites (Icomos, do qual foi vice-presidente e Membro de Honra, além de fundador e presidente do Comitê Brasileiro). Representou o Brasil no Comitê Patrimônio Mundial da UNESCO entre 1982 e 1989, além de ter presidido seu Comitê Executivo nos dois últimos anos do período.
Entre as várias honrarias e reconhecimentos no país e no exterior, recebeu a Ordem do Mérito Cultural do Brasil e foi Membro da Ordem do Mérito português, além de Vogal Correspondente da Academia Nacional de Belas Artes de Portugal.
© Copyright - Todos os direitos reservados

Nenhum comentário:

Postar um comentário