quarta-feira, 20 de junho de 2012

Quem te viu, quem te vê...


UOL
20/06/2012 - 12h29

Erundina diz que Lula passou dos limites ao tirar foto com Maluf

Publicidade
SÉRGIO LIMA
MÁRCIO FALCÃO
DE BRASÍLIA
Em conversa com jornalistas, a deputada Luiza Erundina (PSB-SP) disse nesta quarta-feira (20) que a aliança entre PT e PP na disputa pela Prefeitura de São Paulo foi "um preço alto por uma coisa muito pequena".
Questionada se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passou dos limites ao tirar foto com o deputado Paulo Maluf (PP-SP), seu adversário político, a deputada disse que sim.
Erundina abandonou ontem a chapa do petista Fernando Haddad por conta de Maluf. A avaliação do PSB foi de que a aliança poderia ter sido firmada de forma institucional e não expressa na figura do deputado.
Ela afirmou que sabia das conversas entre PT e PP, mas que foi surpreendida com a presença de Lula na feijoada que selou a aliança.
"Aquele gesto foi ruim. O preço foi alto por uma coisa muito pequena. A mídia é importante, mas não determina o processo eleitoral se não vier somado a outras condições", disse.
A deputada disse que se não tivesse sido pega de surpresa poderia ter negociado de outra forma o apoio do PP.
"Sabia que estava sendo discutida a aliança com PP por conta do interesse do tempo de televisão. Isso sim, mas não foi me dito que era coisa certa, definitiva. Não teria deixado chegar ao ponto que chegou", afirmou.
Ela disse ainda que não ficou com mágoa do ex-presidente.
Erundina diz acreditar que a presença de Maluf no palanque de Haddad trará prejuízos ao petista.
"Poderá enfraquecer. Criou um clima de perplexidade. É um desconforto. A militância petista é feita de pessoas que têm exigências. Não são pessoas indiferentes ao que os dirigentes decidem", disse.
Ela prometeu fazer campanha para Haddad e o chamou de melhor candidato.

Rodrigo Coca - 18.jun.2012/Fotoarena/Folhapress
Maluf (à dir.) com Haddad e Lula em sua casa em evento para selar aliança com PT
Maluf (à dir.) com Haddad e Lula em sua casa em evento para selar aliança com PT

Nenhum comentário:

Postar um comentário