segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Um time de futebol "arrasa" uma cidade na Inglaterra.


Double Trouble

Robin English – 16/12/13 – Portsmouth

Portsmouth is a city in shock. After 500 years of building ships for the Royal Navy and other nations (including Brazil), the naval shipyard is to close. Ordinary families here can trace their ancestry back many generations, and for the first time sons will not be following in their fathers’ footsteps. Out and about in the streets you don’t notice any difference. Christmas is almost upon us, the shops are full, the coffee shops are booming, the streets lit up with Christmas decorations. But beneath the surface all is not how it seems. Instead of spending cash, people are brandishing their credit cards, storing up future problems. The “live now, pay later” culture is alive and kicking. Pompeians (as people from here are called, after  Pompeii the Roman emperor, no-one knows why), are used to shocks, however, as they have survived worse calamities.

About six years ago the Pompey football team were riding high in the Premiership (the English 1st Division) having won the FA Cup, the greatest trophy in English football. Today they are languishing at the foot of the 4th Division after being relegated three times in successive seasons. An unenviable first in football history. Portsmouth was 90% destroyed by German bombs during the 2nd World War, but recovered like a Phoenix from the ashes. To recover three divisions will take longer and nothing is assured in the competitive and passionate world of football.

 

Tradução:  Problema em dobro

Portsmouth é uma cidade em choque. Após 500 anos construindo navios para a Marinha Real e outros países, inclusive o Brasil, o estaleiro naval será fechado. Muitas famílias aqui são descendentes de gerações e gerações de construtores navais, e pela primeira vez os filhos não seguirão os passos de seus pais. Nas ruas, não se percebe nenhuma diferença. O Natal se aproxima, as lojas estão apinhadas de gente, as cafeterias estão se multiplicando, as ruas estão iluminadas e decoradas para o Natal. Mas, sob a superfície, tudo não está como aparenta. Em vez de gastar o dinheiro que têm, as pessoas estão exibindo seus cartões de crédito, empurando com a barriga problemas para o futuro. A cultura do “viver agora e pagar depois” está firme e forte.

No entanto, os pompeianos (como são chamados os habitantes daqui – a origem deste nome remonta a Pompeii, imperador romano, ninguém sabe por que) são acostumados a choques, pois eles sobreviveram a calamidades piores. Há cerca de seis anos atrás, o time de futebol de Pompeii estava em alta na 1ª Divisão deste esporte na Inglaterra e ganharam o maior trofeu do futebol inglês. Hoje eles estão nos últimos lugares da 4ª Divisão, após terem sido relegados a planos inferiores em 3 torneios sucessivos. Fato inédito na história do futebol inglês. Portsmouth foi 90% destruída por bombas alemãs durante a segunda guerra mundial, mas se recuperou das cinzas como um Phoenix. Se recuperar de três divisões levará mais tempo e nada está assegurado no mundo competitivo e apaixonante do futebol.

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário