sábado, 26 de janeiro de 2013

AH, COMO É BOM UM XODÓ NA REDE.....

CARTAS DE COTOVELO – 2013.8
Carlos Roberto de Miranda Gomes, escritor-veranista

APOLOGIA DA PREGUIÇA

A preguiça, segundo os léxicos, é um estado de inação que inibe a apetência para o trabalho.
Na conceituação dada pelo costume, é um torpor que reduz a atividade laborativa.
Pode até ter todos esses significados e ser algo não condizente com o normal.
Contudo, quando se está num veraneio, diria que a preguiça vira um estado de graça para o corpo cansado de guerra  a merecer uma justa reparação, indiscutivelmente prazerosa e bemfaseja.
Assim diz um poeta, que Odúlio Botelho colheu o nome através de Gilson Barbosa, sobrinho  do grande Gil Barbosa, como sendo VERÍSSIMO DE MÉLO:

Coisa boa é querer bem
Ter alguém, namorar.
Coisa boa é um xodó,
um fobó, vadiar.
Coisa boa é o mar e o luar,
É caju com pitu,
Cafuné, cochilar.
.......
Esses versos são um prelúdio à preguiça, sobretudo em sua estrofe final:

Coisa boa que se diz e que se faz
Na hora que a gente quer.
Coisa boa é uma casa,
Numa praia, num alpendre,
Uma rede e uma mulher.

A lembrança me trouxe essas coisas e, preguiçosamente resolvi anotar em um caderno, pois após um bom churrasco e a brisa que sopra do mar não permitem que demore muito fora do ventre da minha rede.
Aaahhaaarrr ..... coisa boa é ...... 

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Em vez do Aratu no Facho. teremos o lual.

Acontece neste sábado (26), a partir das 21h, mais uma edição do Lual Solidário, evento já tradicional durante o veraneio na praia de Tabatinga. A festa, realizada pelo deputado estadual Hermano Morais, terá como atrações as bandas Uskaravelho, Sonzera e o DJ Bertho. O serviço de bar será terceirizado. Para ter acesso, os participantes devem levar latas de leite em pó que serão doadas ao Hospital Infantil Varela Santiago e à Associação dos Amigos do Coração da Criança – Amico.


--
Postado por AssessoRN - Jornalista Bosco Araújo no AssessoRN.com em 1/22/2013 08:44:00 PM
Resposta rápida

Para: AssessoRN - Jornalista Bosco Araújo

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

UBE/RN divulga

LIVRO SOBRE MANOEL ONOFRE JUNIOR

Caro amigo, muito obrigado pela atenção.


   A obra "LITERATURA ETC. CONVERSAS COM MANOEL ONOFRE JR".,é composta por algumas entrevistas concedidas a jornais e sites (Incluindo uma feita  por Eduardo Gosson e Paulo Jorge Dumaresq, para a UBE-RN) pelo escritor Manoel Onofre Júnior, ao longo dos seus quase 50 anos dedicados às letras potiguares.


            Autor de cerca de 30 livros, entre contos, crônicas e ensaios, Manoel Onofre Júnior entrou ainda muito jovem para a História da Literatura Potiguar, ao participar da primeira antologia de contos do estado, organizada por Nei Leandro de Castro (1966), dois anos após sua estreia com o livro “Serra Nova”.  Algum tempo após o feito, nos presenteou com o livro “Estudos Norte-rio-grandenses”, recebendo o prêmio Câmara Cascudo do ano de 1975.

       Nas décadas seguintes Manoel Onofre Júnior continua produzindo intensamente e dá uma das suas maiores contribuições à ficção potiguar com o livro “Chão dos Simples”, uma importante obra regionalista, que viria, pioneiramente, tornar-se peça de teatro, através do diretor e ator Lenicio Queiroga (1997).

      Em 2004 é homenageado pelo escritor Francisco Fernandes Marinho, com a obra “Manoel Onofre Júnior 40 Anos de Vida Literária”, reunindo todo o seu material literário até aquele ano. Depois, Manoel Onofre Júnior continuaria contribuindo significativamente para a nossa cultura literária, com obras tais como: “Simplesmente Humanos”, “Portão de Embarque – Brasil - Brasis”, “Portão de Embarque 2 – Portugal”, “Conversa na Calçada”, e “Alguma Prata da Casa”.

      Ex-juiz de Direito, Desembargador aposentado, Manoel Onofre Júnior é membro da Academia Norte-rio-grandense de Letras, ocupando a cadeira nº 05, cujo patrono é Moreira Brandão e teve, como primeiro ocupante, Edgar Barbosa.

As entrevistas reunidas neste trabalho, expressam o itinerário intelectual do escritor potiguar, no ensejo do seu setuagésimo aniversário natalício, mas, também, revelam, em boa parte, um painel da literatura e da vida literária no Rio Grande do Norte.




 O lançamento será dia 31/01 na livraria Nobel da Salgado Filho, das 18 as 23.


THIAGO GONZAGA




OUTROS: ARTIGOS