sábado, 13 de dezembro de 2014

O Abandono da Travessa Pax, por Cláudio Abdon.

Travessa localizada no bairro da Ribeira, em Natal, foi tombada por meio do Decreto nº 19.930, de 25/07/2007.



Esta rua está situada entre as ruas São Tomé e Junqueira Ayres. Existe uma foto de 1937
que mostra um grupo de integralistas na casa de Sérgio Severo de Albuquerque Maranhão,
na esquina, defronte a antiga Escola de Comércio, fundada por Ulisses de Góis.
A pavimentação da rua Pax é de pedras dos arrecifes das proximidades da praia do Forte.
 



--
Postado por AssessoRN - Jornalista Bosco Araújo em 12,12,14






quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Negociação salarial dos jornalistas no RN fracassa e sindicato indica estado de paralisação

JORNALISTAS DO RN EM LUTO - SINDJORN
 
Hoje (10/12/14) encerramos as negociações da nossa campanha salarial desse ano e como não chegamos a um acordo, a situação será levada a dissídio na justiça do trabalho.
 
O nosso piso salarial atual é de R$ 1.225,80 (O PIOR DO BRASIL) e na nossa proposta defendemos que o piso fosse de 3 salários mínimos, o que corresponde a R$ 2.172. Nas cláusulas sociais, pedimos auxílio-alimentação, auxílio-creche, vale-cultura (de R$ 50 e subsidiado pelo governo federal), plano de cargos, carreira e salários e ampliação da licença maternidade de 4 para 6 meses.
 
Os patrões simplesmente não aceitaram nem negociar nenhumas dessas cláusulas e absurdamente ainda apresentaram a proposta de reajuste de apenas 6% (menor que a inflação). Vejam bem, 6%, é simplesmente uma VERGONHA para nós que já temos a VERGONHA maior de recebermos o pior salário do Brasil.
 
Pois bem, em assembleia, a categoria decidiu por unanimidade dos presentes, NÃO ACEITAR ESSA ESMOLA que nos foi proposta. E na assembleia nós também decidimos por unanimidade, entrar a partir de agora, em ESTADO DE PARALISAÇÃO.
 
Ou seja, nossa negociação salarial vai a dissídio, mas dessa vez não vamos aceitar passíveis e vamos agir. Os patrões vão assistir um novo comportamento da nossa categoria que não admite mais ser humilhada.
 
Portanto, nesta quinta-feira (11/12/14) teremos uma nova assembleia geral e aqui convocamos todos os colegas que estão nas redações, nas assessorias, como autônomos, nos órgãos públicos, enfim. Venham fazer parte dessa luta, porque agora é hora de encorparmos nossa própria decisão. Vamos definir como agir e por onde começar.
 
Temos a chance de fazer história e faremos.
 
Breno Perruci.
 
Presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RN.